sexta-feira, 25 de maio de 2012

A(DEUS), FAUSTO E TODOS OS FILHOS QUE PARTEM ANTES DOS PAIS - JANIA SOUZA

PARA O DOCE FAUSTO, QUE NÃO CONHECEU A VIDA, FILHO DO MEU AMIGO EDUARDO GOSSON

A dor de um pai na partida de um filho
não é diferente da dor de uma mãe
é cortante, pujante, infinita
rasga e dilacera a alma em fragmentos
eis a maior dor do ser humano.

É a dor de Deus na perda do Filho
quando rasgou o véu do Templo
e partiu o coração da terra ao meio...

Não há lágrimas, não há gritos, não há gemidos
só há uma alma partida
fendida para sempre ao meio.

Só uma enorme e infinda dor
mergulhada no mais profundo do vazio.

A(Deus)! Partiu meu sonho na ponta do cometa...


POEMA DE EDUARDO GOSSON PARA SEU FILHO FAUSTO

“QUERO DORMIR ETERNAMENTE” (*)



Para meu filho Fausto, morto pelas drogas

“Aquele que é limpo de mãos e puro de coração,

Que não entrega a sua alma à vaidade, nem

Jura enganosamente”

Este receberá a benção do Senhor e a justiça

Do Deus da sua salvação” (Sl 24: 4-5)




Meu filho Fausto

Porque em vida

Foste puro, justo e bom

Deus, na hora extrema,

Resgatou-te das trevas

Sim, meu filho

Quero dormir eternamente

Junto de ti

Porque agora dormes

com Deus.

(*) Estas foram as últimas palavras pronunciadas por meu filho Fausto, antes de ir para a UTI, segunda-feira, 21.05.2012.



Eduardo Gosson


Um comentário:

Pedra do Sertão disse...

Meu Deus, amiga Jania, nenhum pai deveria enterrar um filho, ouvi isso de minha avó, quando minha mãe encantou-se...

Sinto muito pelo nosso amigo Eduardo que Deus o fortaleça nesse momento triste.