segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

A LENDA DA ORQUIDEA "JANIA" - AUTOR FELICE DE MILÃO (FELICE VALTORTINI) - VEJAM QUE ENCANTADOR PRESENTE RECEBI EM 28/02/2017 - EMOCIONOU-ME PELA BELEZA E SENSIBILIDADE E LOGICAMENTE PORQUE O MEU NOME FOI DADO A PRIMEIRA ORQUÍDEA. OBRIGADA AMIGO FELICE MILÃO!

 - 


A Lenda da orquidea “Jania”.


Em uma cidade chinesa existia uma jovem chamada *Hoan Lan*, que divertia-se em fazer penar suas paixões

aos seus numerosos adoradores.

Por um sorriso, o jovem Kien Fu tinha cinzelado o ouro mais fino e trabalhado com paciência lindas peças de jade.

A ingrata, após se adornar com todos os presentes do nobre apaixonado, riu-se dele e o desprezou.

Kien Fu, desesperado, acabou com a própria vida atirando-se ao Rio Vermelho..


O pintor Nguyen Ba conseguiu obter cores desconhecidas para pintar o retrato de sua amada.

Esta, porém, depois de ter exibido para a satisfação de sua vaidade a magnífica pintura, desprezou o artista

que desapareceu para sempre no mistério das selvas..



Mai Da, apaixonado também, quis patentear seu amor à jovem volúvel, inventando um perfume delicioso somente digno dos Anjos.


A ingrata perfumou-se e mandou pôr na rua o seu adorador que, nada mais aspirando na vida, se envenenou.




Cung Le levou sua perseverança a incrustar nácar numa pulseira de ébano que não foi recebida pela ingrata.

O pobre endoideceu.


Mas o poderoso Deus das Cinco Flechas, Deus que a tudo via e tudo ordenava, julgou que era o momento de castigar

tanta maldade, fazendo a jovem volúvel apaixonar-se pelo formoso Mun Cay.


Desde então, *Hoan Lan* sonhava no seu leito de nácar e sedas bordadas, com seu adorado, cujo nome esvoaçava

sobre seus lábios de carmin como uma borboleta sobre uma rosa.

Ao despertar descia à piscina, banhava-se e adornava-se com suas jóias mais preciosas para ver passar seu querido Mun Cay,

que nem se dignava a levantar os olhos para ela.


Nunca tinha considerado a formosa jovem, que nem todos são interessados pela fama de beleza que tinha ardido à sua volta.


Os dias iam passando, e Mun Cay não saía de sua indiferença cruel. Um dia, *Hoan Lan* decidiu sair-lhe

ao encontro e declarar-lhe paixão. “Não me interessas, rapariga” disse ele.

Es como todas as outras, para mim não vales nada.

Se fosses como aquela que eu amo... Aquela sim que é uma Deusa".
tu, mísera *Hoan Lan*, com toda tua vaidade, não serves nem para atar-lhe as fitas das sandálias.

E, com um sorriso desdenhoso, afastou-se.


Em meio de seu desespero, *Hoan Lan* lembrou-se do Deus todo Poderoso que vivia na montanha de Tan-Vien.

Talvez ele pudesse lhe valer; apesar da noite escura e chuvosa, a jovem dirigiu-se ao Monte Sagrado,

onde residia sua última esperança.


A entrada do Templo subterrâneo era guardada por um terrível dragão.
Suplicou-lhe a concessão de entrada e, ao cabo de muitos pedidos, conseguiu penetrar num extenso corredor,

entre serpentes horríveis que lhe babujavam os pés nus.


Quando chegou junto ao Trono de Onix o poderoso Gênio, prostrou-se e implorou:

- Cura-me, que sofro horrorosamente. Amo Mun Cay que me despreza. -


“É justo o castigo" - respondeu o Gênio - pois isso mesmo tens feito aos teus apaixonados.

Oh, Todo Poderoso, tem dó de mim. Concede-me o amor de meu querido Mun Cay,

sabes bem que não posso viver sem ele.

Vai-te daqui - rugiu o Gênio - nada conseguirás.

0 castigo que pesa sobre ti, foi imposto pelo Kama que tudo sabe.

É justo que sofras. Sai do meu Templo.


À saída, *Hoan Lan* encontrou-se com uma bruxa de pés de cabra. “Formosa jovem” - disse-lhe a bruxa -

sei que és muito desgraçada. Queres vingar-se de Mun Cay? Vende-me a tua alma e juro-te que, embora

Mun Cay não te ame, nunca amará a outra mulher.  *Hoan Lan* voltou à sua casa, que lhe parecia um cárcere.

Saía para os bosques a distrair sua pena, mas sempre em vão.

Um dia, vendo ao longe seu adorado Mun Cay, correu para ele e, quando se preparava para abraçá-lo,

o jovem foi transformado numa árvore de ébano.

Neste momento apareceu a bruxa que, soltando uma gargalhada, lhe disse: 

"Desta maneira o teu amado não pode ser nunca de outra mulher". 

"Bruxa infame!" - exclamou chorando, a pobre *Hoan Lan* - o que fizeste a meu adorado?

“Devolva-o ou mata-me”. - "Contratos são contratos" - replicou a bruxa, rindo satanicamente.

"Cumpri o que prometi”. MunCay, embora nunca te ame, não amará a outra mulher. Prometi e cumpri.

“A tua alma me pertence”.

*Hoan Lan*, abraçada ao pé da árvore, clamava desesperadamente a seu tronco imóvel:

“Perdoa-me, Mun Cay”. Fala para mim uma só palavra de amor, de indulgência e compaixão.

Não vês como me arrasto aos teus pés, como te abraço, como sofro?

Mas a árvore nada respondia e a jovem ali ficou por muito tempo….


Uma manhã passou por ali um outro Gênio que se compadeceu da sua dor.

Acercando-se dela, pôs-lhe um dedo na testa e disse: 

Mulher, procedeste muito mal. Foste volúvel até a crueldade e ingrata até a malvadez”.

Mas tua dor purificou a tua alma. Estás perdoada e vais deixar de sofrer.

Antes que a bruxa venha buscar a tua alma, vou transformar-te numa flor.

Ficarás sendo, no entanto, uma flor esquisita e requintada, que dê a impressão do que foi a tua vida maldosa.

Quem vir as tuas pétalas facilmente adivinhará o que foi o teu espírito, caprichoso, volúvel, cruel,

e a tua preocupação constante pela elegância.

Concedo-te um bem: “não te separarás do bem que adoras e viverás da sua seiva, parasita do teu amado”.
Assim falou o poderoso Gênio.

E, enquanto falava, a túnica rósea de *Hoan Lan* ia empalidecendo e tornando-se de uma delicada cor lilás.

Os olhos da jovem brilharam como pontos de ouro e as suas carnes tomaram a tonalidade do nácar.

Os seus formosos braços enrolaram-se na árvore da derradeira súplica.


E assim apareceu a primeira Orquídea do mundo que em seguida foi chamada “Jania”.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

PRAÇA PROFESSOR GERALDO LUCAS EVANGELISTA EM NEÓPOLIS INAUGURADA COM PRESENÇA DE ARTISTAS POTIGUARES

 POETA E ARTISTA PLÁSTICA SOCORRO EVANGELISTA AGRADECE HOMENAGEM RECEBIDA PELO SEU ESPOSO "IN MEMORIAM" AO LADO DOS FILHOS
 POETA DIULINDA GARCIA, SECRETÁRIA DA UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES NO RN E MEMBRO DA ASSOCIAÇÃO LITERÁRIA E ARTÍSTICA DE MULHERES POTIGUARES PRESTIGIA O BELÍSSIMO EVENTO
 CORAL DOS PROFESSORES APOSENTADOS DA UFRN
 APRESENTAÇÃO DA MELHOR CONTADORA DE HISTÓRIAS PRÊMIO 2017 DO MEC, ALAMPIANA E MEMBRO DA SPVA/RN, DORINHA TIMÓTEO

 SOCORRO EVANGELISTA DECLAMA PARA SEU ENCANTADO ESPOSO SIGNIFICATIVO E EMOCIONADO POEMA

 POETA NINITA LUCENA, PSICANALISTA E ALAMPIANA
 SOCORRO EVANGELISTA E O CANTOR LIZ NÔGA
 MARAVILHOSOS MÚSICOS E CANTORES DA SERESTA FIZERAM MAGNÍFICA APRESENTAÇÕES
 ANA, IRMÃ DA MAESTRINA E VIOLONISTA DO CORAL
 PRESIDENTE DA ALAMP E CERIMONIALISTA DO EVENTO, POETA FLAUZINEIDE MOURA

CORAL DOS PROFESSORES APOSENTADOS DA UFRN APRESENTA-SE NA PRAÇA PROF. GERALDO LUCAS EVANGELISTA


POETA AUZEH FREITAS DECLAMA NA CIRANDA POÉTICA SPVA/RN NA FUNCARTE EM 26 DE SETEMBRO DE 2009 - VALE A PENA CONFERIR ESSA FORMIDÁVEL LEMBRANÇA


HÁ 10 ANOS, LANÇAMENTO DE "RUA DESCALÇA" NA LIVRARIA SICILIANO DO SHOPPING MIDWAY NO TÉRREO COM ENTRADA PELA AVENIDA SENADOR SALGADO FILHO. A LIVRARIA MUDOU PARA O SEGUNDO PISO E DEPOIS FOI COMPRADA PELA SARAIVA. "RUA DESCALÇA" SEGUIU SEU CAMINHO.



ENCONTRA-SE NA TRAIRY BOOKS

http://trairybooks.com.br/

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

COLEÇÃO PRESENÇA - ENSAIOS BIOGRÁFICOS 2017 - CONVITE DE LANÇAMENTO E APRESENTAÇÃO DAS OBRAS "DEÍFILO GURGEL" E "TRIO MOSSORÓ"


Mais duas importantes biografias de personalidades culturais e artísticas foram apresentadas ao público aficionado por leitura, música, saberes e trajetória do poeta folclorista Deífilo Gurgel e do Trio Mossoró pelas editoras Caravela Selo Editorial e Oito Editora. Escritas respectivamente por Tarcísio Gurgel e Kyldemir Dantas.

Parabéns e sucesso!


I FEIRA DE LIVROS DE AUTORES POTIGUARES DO PARQUE DAS DUNAS - PROGRAMAÇÃO



PROGRAMAÇÃO:

I FEIRA DE LIVROS DE AUTORES POTIGUARES DO PARQUE DAS DUNAS ACONTECE NOS DIAS 25 E 26 DE NOVEMBRO

O Parque Estadual Dunas de Natal Jornalista Luiz Maria Alves foi a primeira Unidade de Conservação criada no estado do Rio Grande do Norte e está completando 40 anos neste mês de novembro. A Feira de Livros de Autores Potiguares do Parque das Dunas integra os eventos comemorativos de seu aniversário.

O referido evento vai acontecer no Bosque dos Namorados – Setor de Uso Público do Parque das Dunas nos dias 25 (sábado) e 26 (domingo) de novembro, das 9 às 17 horas e é uma promoção do Governo do Rio Grande do Norte/IDEMA/Parque das Dunas.

Conheça a programação:

SÁBADO (25 DE NOVEMBRO DE 2017)

MANHÃ

9h - Cortejo de abertura da feira com início no portão de entrada do Parque das Dunas, com a participação de escritores, contadores de histórias
Responsável: Eva Potiguar
Participantes: poetas, escritores, contadores de histórias e convidados

10h às 11h:30- Sarau litero musical – Responsável: José Acaci
Poetas participantes: Jânia Souza, Lúcia Eneida, Garcia, Ninita Lucena, Gilvânia,José de Castro, Eva Potiguar, Maria Conceição Maciel. Dione Sueli, Diulinda Garcia, Rejane de Souza e Clécia Santos.

9h – 17h -
Exposição de bicicletas antigas (Responsável: Marígia Madje) – Local: Oficina de Artes
Exposição de fotografias “Grande Árvore, Muitas Histórias” – Artista Maurício Panella

9 h - 12 h- Sessão de autógrafos/Feira de livros. Loca: Folha das Artes

10h – Lançamento coletivo de livros:


Anchella Monte – Livro “Entre Tempos” - Editora Sarau das Letras
Marcio Coelho - revista TAL - #1-2017 - Edição independente.
Francisco Josivan do Nascimento – “Invasão Biológica Vegetal: Uma Ameaça a Fitodiversidade Autócne”.

10h:30 - Círculo de Debate (Mediador: Aluísio Azevedo)
Tema Geral: “Formação da Cadeia Produtiva do Livro e da Literatura Potiguar"
Discussão sobre a organização da economia do livro, forma de associação dos agentes produtivos, escritores, editores, distribuidores, com vistas ao desenvolvimento do setor literário potiguar.

TARDE


14h as 15h:30– Contação de histórias e performances artísticas na tenda –(Responsável: Eva Potiguar e poetas da SPVA ) – Local: Folha das Artes

14h as 17h - Sessão de autógrafos/Feira de livros


15h – 17h – Lançamento coletivo de livros


- Rizolete Fernandes – Livro: “Tecelãs” – Editora Sarau das Letras
- Eva Potiguar – Livro: “Do casulo à borboleta”. Editora CJA Edições.
- José de Castro – Livro: “Vaca Amarela Pulou a Janela” - Ed. Dimensão/ Belo Horizonte
- José Jorge de Mendonça - Livro: A Guerra dos Bárbaros nos Sertões do Seridó – 8 Editora
- Jânia Souza - Livros: "Voo nas entrelinhas da liberdade". Editora Nave da Palavra da UBE RN e “Em horas vagas”, Editora Caravela Selo Cultural

DOMINGO, 26 DE NOVEMBRO DE 2017


MANHÃ


9h as 10h:30- Contação de histórias, Local: Folha das Artes (contadores de histórias da SPVA) , Eva Potiguar, Janaina Leite e Eliete Marry.

9h – 17h –
Exposição de bicicletas antigas – Local: Oficina de Artes
Exposição de fotografias “Grande Árvore, Muitas Histórias” – Artista Maurício Panella

10h – Lançamento coletivo de livros:


- Irani Medeiros – Livro – Fabião das Queimadas, de Vaqueiro a Cantador (Fabião foi o primeiro poeta popular do RN)


10h:30 – Bosque Encena - o espetáculo Dubididum Taratatá – Anfiteatro Pau-Brasil

10:30 - Círculo de discussão (Mediador: Aluísio Azevedo)


Tema Geral: “Produção literária Potiguar"


Explanações Temáticas:
Literatura de memórias e autobiografia, uma abordagem literária;
A importância da Literatura Infantil para a formação de leitores;
Literatura e música: uma perspectiva interdisciplinar
Poemas Minimalistas

Participações especiais: Ivaíta Souza; Paulo Caldas Neto; Flauzineide Moura, José de Castro, Jânia Souza, Gilvania Machado, Oreny Jr., Marcelo de Cristo e Eva Potiguar.


Apresentação da especificidade dos temas, conduzidas com a real participação do público presente.
As falas serão explanações temáticas e provocações, continuadas no debate.

Alternativamente à formação de mesa, será conformado um grande círculo de discussão e debate de ideias.
Momento a ser compartilhado por todos. Uma grande roda de conversa.

TARDE


14h as 17h - Sessão de autógrafos/Feira de livros

15h as 17h - Lançamento coletivo de livros:


- José Acaci Cordel – Livro “Histórias e poesias”
- Marcio Coelho - Revista TAL- - ed. Independente.
- Ivaíta Souza. Livro “RELEMBRANÇAS”, Editora Independente
- Miguel Rocha - Livro: “Fauna em um Fragmento de Mata Atlântica no Rio Grande do Norte” - Área de Proteção Ambiental Jenipabu -Autores: Miguel Rocha Neto, Carla Baeta de Sales e Luiz Yoshihiro Garcia de Lima Hagi

15:30 - Ciranda de histórias e cantigas na tenda – ALAMP -Responsável: Flauzineide Moura, participantes: Dorinha Timoteo e Barroca, Fadinha LiliFadinha Xanana, Sirlia Lima

16:30 – Som da Mata – Banda Café – Anfiteatro Pau-Brasil

14h as 17h Sessão de autógrafos – Feira de Livros

17h cortejo de encerramento (Responsável: Eva Potiguar e escritores potiguares presentes).

O IDEMA/Parque das Dunas disponibilizou 50 mesas, que já estão reservadas.
Devido à grande procura pelas mesas, a organização da Feira de Livros de Autores Potiguares do Parque das Dunas está disponibilizando espaço externo, ao lado da Folha das Artes para autores e editoras do Rio Grande do Norte que queiram participar da feira. Os interessados deverão fazer suas inscrições no período de 20 a 24 de novembro (até as 12 horas), pagar a taxa simbólica de R$ 14,20 (cartoze reais e vinte centavos) e levar suas próprias mesas, nas dimensões de 70 x 70 cm. É importante destacar que não será permitida a entrada de pessoas com mesas, no dia da realização do evento, para participar da feira sem a devida inscrição.

JANIA SOUZA NA I FEIRA DO LIVRO DE AUTORES POTIGUARES DO PARQUE DAS DUNAS





LANÇAMENTO DE “VOO NAS ENTRELINHAS DA LIBERDADE” E OUTRAS OBRAS

DE JANIA SOUZA

DENTRO DA PROGRAMAÇÃO DA

I FEIRA DO LIVRO DE AUTORES POTIGUARES DO PARQUE DAS DUNAS NAS COMEMORAÇÕES DOS 40 ANOS



DIA: 25 DE NOVEMBRO (sábado)

HORÁRIO: DAS 15 ÀS 17h





Jania Souza, poeta, artista plástica e escritora potiguar, estará lançando dentro da programação da I Feira de Livros de Autores Potiguares suas obras “Voo nas entrelinhas da liberdade”, poemas, edição Nave da Palavra da União Brasileira de Escritores do RN no dia: 25 de novembro de 2017, sábado, das 15 às 17h no Parque das Dunas em lançamento coletivo durante as comemorações de 40 anos de funcionamento do parque de preservação ambiental do RN.



Na ocasião relançará sua décima primeira obra “Em horas vagas”, em prosa, editada pela Caravela Selo Cultural e as obras infantis: “O menino e o cavalo”; “O dia em que o boi falou” e “Nossa morada”.



Sua obra “Rua descalça” de 2007 está completando 10 anos de publicação nesse mês e foi publicada na Argentina pela Editorial Argenta em 2014 sob o título “Calle descalza”.



Fez lançamentos de suas obras em várias cidades brasileiras e no exterior, tendo participado da Bienal do Livro de São Paulo em 2014; da Bienal do Livro do Rio de Janeiro em 2015; da 55ª. Feira do Livro de Porto Alegre em 2009, quando autografou “Fórum Íntimo”, poemas, e “Magnólia, a besourinha perfumada”, conto infantil, publicadas pela Editora Alcance do Rio Grande do Sul. Também autografou no Salão do Livro e da Imprensa em Genebra na Suíça em 3 edições (2012; 2013 e 2014) a convite da Editora Varal do Brasil.



Seu livro “Entre quatro paredes” foi publicado pela Corpos Editora do Porto em Portugal após seleção no “Prêmio Words Friends” da editora.



Pertence a entidades culturais no Brasil e no exterior.

Publica em coletâneas nacionais e internacionais.

Primeira Vice-Presidente da União Brasileira de Escritores seção do RN no biênio 2016/17.

Integra o quadro de sócios da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN - SPVA/RN; Associação de Jornalistas e escritoras seção RN - AJEB/RN e Associação Literária e Artística das Mulheres Potiguares - ALAMP.



Acredita que a sua escrita representa sua forma de contribuição na construção de uma sociedade que valorize o ser humano, a natureza e as relações individuais e coletivas tão gastas, fragmentadas e fragilizadas em um mundo tão caótico por causa da violência e do abandono dos velhos valores que norteiam o equilíbrio da espécie humana.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

UBE/RJ VISITA ENTIDADES CULTURAIS EM NATAL


Escritoras: Ângela Guerra (RJ); Juçara Valverde (RJ) e Jania Souza (RN)



A Presidente da União Brasileira de Escritores do RJ, poeta e escritora Juçara Valverde na foto ao centro, esteve na cidade de Natal de 19 a 20 de novembro com parte de sua comitiva que se encontrava visitando as UBEs do nordeste e contatando projetos em parceria para 2018.

Marcou um encontro com ALAMP - Associação Literária e Artística de Mulheres Potiguares presidida pela poeta Flauzineide Moura; com a SPVA/RN - Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN, presidida pela poeta Ozany Gomes e com Jania Souza, 1o. Vice-Presidente da UBE/RN, no domingo, mas por razões superiores as decisões humanas aconteceu um desencontro que frustrou a programação.

No dia 20, após a partida da escritora e jornalista Dyandreia Portugal, editora chefe do Jornal Sem Fronteiras e da Rede Mídia de mesmo nome, que trouxe exemplares do último número para serem distribuídos com nossas entidades e o certificado de participação na coletânea do II ENCONTRO DE ESCRITORES DAS AMÉRICAS em 2016 para o poeta José de Castro, aconteceu enfim o encontro da escritora Ângela Guerra, Juçara Valverde e Jania Souza na bela e aconchegante sorveteria do Shopping do Artesanato na Av. Engenheiro Roberto Freire. Momento em que foram fotografadas pela gentil neta de Juçara.

Juçara Valverde informou que firmou parceria com a UBE/PE para a realização do IV ENCONTRO DE ESCRITORES DAS AMÉRICAS EM 2018 em Pernambuco. Em virtude do primeiro ter ocorrido no Rio de Janeiro; o segundo, no Rio Grande do Norte em 2016 e o terceiro na Argentina no ano em curso com a divulgação dos escritores brasileiras com apoio da Embaixada Brasileira naquele país. Sua comitiva que também contatava com seu antecessor Edir Meireles foi recebida em evento com mais de cem associados da UBE/PE. Em seguida, estiveram em Fortaleza e Mossoró.

Presenteei Ângela e Dyandreia com livro de prosa "Em horas vagas" lançado no dia 08 de novembro e com o belo CD da UBE/RN "Poetas em Cantoria". E fiquei de enviar para Juçara pelo correio.


Foi um momento agradável e descontraído. Rico em troca de informações literárias.

I ENCONTRO DO MULHERIO DAS LETRAS POR RIZOLETE FERNANDES


O I ENCONTRO DO MULHERIO DAS LETRAS

Por Rizolete Fernandes (*)



Mulherio das Letras é um movimento de mulheres que atuam no universo do livro, da leitura e da literatura, entre elas escritoras, poetas, dramaturgas, tradutoras, pesquisadoras, editoras, livreiras, ilustradoras, designers. Objetiva discutir questões com as quais convivem nesse meio, como a pouca divulgação e as raras indicações de livros de autoria feminina para prêmios nacionais; a diminuta presença de escritoras em mesas de grandes encontros e feiras literárias realizadas no país à falta de convites, sendo elas hoje quantitativa e qualitativamente competitivas; e a circulação de suas obras. O Mulherio se propõe a fazer essa discussão, identificar pontos em comum e apontar caminhos para superar entraves.



Surgiu em conversas informais dessas mulheres durante eventos nacionais e tomou impulso depois do Festival Literário de Paraty 2016. A escritora Maria Valéria Rezende (Prêmio Jabuti 2015 com o romance de ficção Quarenta dias) sugeriu um encontro nacional em João Pessoa-PB, onde reside. E a ideia seguiu pelos estados, evoluiu. Para congregar interessadas em contribuir com sugestões e encaminhamentos, foi criado um grupo no Facebook que, em um ano, chegou à casa de cinco mil mulheres, mostrando a aceitação da ideia; vieram encontros estaduais; e junto com o encontro nacional, chegou o rebento Mulherio das Letras

 O Encontro Nacional Mulherio das Letras ocorreu em João Pessoa, PB, no período de 12 a 15 de outubro de 2017. Autogerido, sem hierarquização e organizado de forma colaborativa e voluntária entre participantes, contou com a parceria da Secretaria de Cultura do Estado da Paraíba, Universidade Federal da Paraíba, Fundação Espaço Cultural, Fundação Casa José Américo e da OSC Moenda Arte e Cultura.



A abertura foi feita no auditório da Casa José Américo, para onde acorreram cerca de quinhentas participantes. No discurso de saudação, a escritora Maria Valéria Rezende disse: “Mesmo se der errado, já deu certo”. Na sequência, uma mesa que ela mediou, composta pela escritora Lenita Estrela de Sá (MA), a pesquisadora Algemira de Macedo Mendes (PI) e a reverenciada Conceição Evaristo (MG-RJ), autora de expressão internacional. Constou esse momento de uma merecida homenagem à escritora maranhense Maria Firmina dos Reis, que nos idos de 1859 escreveu o primeiro romance sobre a escravidão no Brasil intitulado Úrsula.



 O Brasil se fez presente de modo plural: gente de todo canto, idade, cor, credo, sexualidade e ideologia. Havia escritoras de outros países, jornalistas, professoras e professores universitários e de outras instâncias querendo debater as questões pautadas. Entre as potiguares, aquelas do grupo Mulherio das Letras de Nísia Floresta, criado no final de setembro 2017, significativamente na cidade que viu nascer a primeira escritora norte-rio-grandense, atualmente considerada pioneira do feminismo no país: Nísia Floresta Brasileira Augusta.                      


Nos dias seguintes, no Espaço Cultural José Lins do Rego, auditórios e bares das proximidades, deu-se conta da extensa programação, que inovou na dinâmica ao deixar de lado as mesas costumeiramente ofertadas nessas ocasiões, em que figurões falam e a plateia cala.  No seu lugar, investiu numa metodologia inclusiva: oficinas de temáticas variadas; lançamento do projeto Cidade Poema, com saída às ruas para adesivar poemas;  exposição de ilustradoras paraibanas, entre as quais responsáveis pelo belo cartaz do encontro; ato intitulado Clamor Negro; feira “Cria por elas” de  publicações independentes e gravura; lançamentos coletivos de livros publicados em 2017; rodas de diálogo; e múltiplas atividades culturais: música, filmes e documentários; espetáculos teatrais, saraus e performances artísticas variadas. Para dar voz a todas.





As rodas de diálogo realizaram-se simultaneamente, sobre os temas Representação e representatividade nas literaturas das mulheres; Mercado editorial e circulação de obras escritas por mulheres; Literaturas escritas por mulheres e feminismos; Escritoras, ilustradoras e leitoras das literaturas para crianças e jovens; Vozes das mulheres negras brasileiras. E não sou uma mulher?; Literaturas, gênero e sexualidade: representação e autoria na literatura brasileira.                





Conferi duas dessas rodas, uma em cada tarde: “Literaturas escritas por mulheres e feminismos” e, no segundo dia, “Mercado editorial e circulação de obras escritas por mulheres”. Riqueza de discussão, alguns consensos, muitos dissensos. Não deu para esgotar tantos assuntos em dois dias. Eles prosseguirão sendo discutidos virtualmente e quando as proposições estiverem consolidadas, delas darei notícia. 



Prateleiras montadas numa kombi do Sebo Cultural estacionada no espaço, expunha e vendia livros de quem os levou, democraticamente, como democrático foi todo evento.



Se aproximava o meio dia do domingo, quando iniciou a plenária de encerramento do I Encontro Nacional do Mulherio das Letras, com um recital dedicado à Maria Valéria Rezende, por várias poetas, dentre as quais a nossa Jeanne Araújo. Valéria, que além do Jabuti 2015 detém outros dois de literatura dedicada ao público jovem, nem de longe lembrava a freira que é. Descontraída, vestida de branco, divertiu a plateia fazendo pose de sereia, ou diva, sentada no pequeno palco em frente ao qual se sucedia a recitação dos poemas. Logo após, as relatoras das discussões nas Rodas de diálogo, mostraram os consensos obtidos e os inúmeros dissensos sobre cada tema, sendo que estes, por decisão conjunta, continuam em discussão por meio virtual por mais algum tempo. Após o que, votou-se a periodicidade, data e local do próximo encontro, para o qual havia convites de Recife-PE e Guarujá, SP. Será no Guarujá, em novembro de 2018.

                                       

Encerrando, uma despedida musical em estilo clássico, com alunos da UFPB e SECULT, regidos por maestrina, executando peças do cancioneiro nordestino e brasileiro. Tão bela quanto emocionante.

 

Na volta para casa, a consciência da importância do passo dado na direção da equidade entre gêneros no meio literário brasileiro. E de que o Mulherio das Letras veio para ficar.



(*) Rizolete Fernandes é poeta do Rio Grande do Norte.

Fotos do arquivo do Mulherio das Letras

sábado, 18 de novembro de 2017

ANTOLOGIA VIRTUAL OUTUBRO 2017 - PORTAL CEN



 
ANTOLOGIA VIRTUAL DE OUTUBRO 2017 - PORTAL CEN - "CÁ ESTAMOS NÓS"
(Parceria Portal CEN - "Cá Estamos Nós" e Centro Cultural Maria Beatriz)
.
Cumprindo com mais um dos nossos compromissos, com os ilustres autores e colaboradores do CEN, que não é promessa e sim de fato realidade, respeito, dedicação e amizade, concluímos na edição XXIV realizada pelo Portal CEN – “Cá Estamos Nós”, Portugal e em parceria com o Centro Cultural Maria Beatriz, Brasil a Antologia Virtual.
Apresentamos com grande satisfação aos inúmeros leitores desse majestoso Portal a grandiosa Coletânea Virtual do mês de outubro, composta por cento e trinta e três renomados autores.
Uma produção literária de talento, oferecendo uma leitura diversificada mostrando o belo que cada um tem para compartilhar.
O Portal CEN – Cá Estamos Nós e o Centro Cultural Maria Beatriz, agradecem a participação de todos e desejam boas vindas aos novos poetas e escritores que integram a esta edição.
Parabéns poetas e Escritores, que através de suas palavras em prosas e versos difundem pelo mundo o perfume do amor!
Maria Beatriz Silva

Todos os Ilustres Autores tem seu banner individual
NOTA: Podem começar a mandar seu trabalho em Prosa ou em Verso, com tema único "NATAL 2017" , para o e.mail da Maria Beatriz, até 02 de Dezembro de 2017. 
intercambioculturalcen@gmail.com
Livro de visitas do Portal CEN - "Cá Estamos Nós"

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

I FEIRA DO LIVRO DO AUTOR POTIGUAR NO PARQUE DAS DUNAS - FLAP



PRESENTEI NESSE NATAL COM LIVROS DE AUTORES POTIGUARES!

ONDE ENCONTRÁ-LOS?

NA I FEIRA DE LIVROS DE AUTORES POTIGUARES DO PARQUE DAS DUNAS

DE 25 A 26 DE NOVEMBRO DE 2017

DENTRO DAS COMEMORAÇÕES DOS 40 ANOS DO PARQUE DAS DUNAS

VISITA DAS 9 ÀS 17H

PROGRAMAÇÃO:

- ABERTURA:

ÀS 9H DO SÁBADO - CORTEJO COM ESCRITORES, POETAS, MÚSICOS, AUTORES

- CONTAÇÕES DE HISTÓRIAS

- MESAS TEMÁTICAS

- LANÇAMENTO DE LIVROS COLETIVO

- AUTÓGRAFOS

- RECITAIS

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

ADIADA ELEIÇÃO NA UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES DO RN



O PRESIDENTE DA UBE/RN, ESCRITOR EDUARDO ANTONIO GOSSON, COMUNICA EM CARÁTER DE URGÊNCIA O ADIAMENTO DA ELEIÇÃO DA ENTIDADE MARCADA PARA HOJE, 13 DE NOVEMBRO DE 2017, A PARTIR DAS 14H, NO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO EM VIRTUDE DE AJUSTES NA CHAPA.

AGRADECE A COMPREENSÃO DE TODOS OS ASSOCIADOS E SOLICITA QUE AGUARDEM NOVA DATA PARA A REALIZAÇÃO DO PLEITO CONFORME REGE O ESTATUTO.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

MIL POETAS MIL POEMAS - CONVOCATÓRIA E ORGANIZAÇÃO DA COLETÂNEA PELO POETA CHILENO ALFRED ASÍS EM ISLA NEGRA NA CASA MUSEU PABLO NERUDA

Queridos poetas, escritores y niños del mundo
 
Sigue la edición de vuestras obras para el libro que  albergará los mil poemas de mil poetas, en el día 7 ya tenemos 324 páginas.
Más poetas, más países se van integrando a esta tarea solidaria internacional que nace en Isla Negra.
 
Es tú obra, la que más te agrade, tema libre.
 
La obra se terminará automáticamente cuando se reciba el poema número mil.
 
Adjunto lista de participantes para chequear nombres y país.
Se irá actualizando día a día...
 
Abrazos
 
Alfred Asís
 
LISTA Y FORMATOS EN LA PÁGINA OFICIAL: http://alfredasis.cl/POETASMIL.htm
 


Adela Corporaal
Agron Shele
Ahikza Adriana Teresa Acosta Pinilla
Alberto Luis Ponzo
Alejandra Ávila
Alejandro Galo Illanes Mora
Alexandra Magalhães Zeiner
Alfonso Esteban Jerez
Alfredo de la Lama
Alicia Minjarez Ramírez
Alicja Kuberska
Alma Delia Cuevas Cabrera
Amarilis Siu Rivas
América Guerrero
Ana Luna
Ana María Sanchis
Anna Lazo
Antonio Cabral Filho
Antonio Cisneros
Antonio C. García Castro
Antônio Galvão
Aquiles Ríos Parra
Ayari Ailed García Cuevas
Bam Dev Sharma
Beatriz Andrés Castellanos
Beatriz Belfiore
Beatriz Valerio
Benjamín A. Araujo Mondragón
Bilá Bernardes
Blanca Mederos Méndez
Carilda Oliver Labra
Carlos Alberto Boaglio
Carlos Lúcio Gontijo
Carlos M. Valenzuela Quintanar
Carlos Oyague Pásara
Carlos Ramón Noriega Torero
Carmen Barrios Rull
Caroline Nazareno
Cecilia Ortiz
Cecill Scott
Celia Benfer,
Chen Hsiu–chen, Taiwán
Chi-chu Yang
Claudia Piccinno
Cleide Costa Menezes
Cristina del Carmen Fernández
Daniel de Cullá
David Boseta
Deth Haak
Edith Contador Villegas
Eduardo Rennó
Ektor Zeta
Eliana Flórez Pineda
Elisa Barth
Elías Almada
Elisa Golott
Elsy Santillán Flor
Emilia Valentina Barrientos Rebolledo
Enrique Godoy Durán
Enrique Sánchez L.
Ernestina Ramírez Escobar
Eva Hilda Cuevas Ruiz
Fátima Gonçalves
Fernando Antônio Fonseca
Fernando José Martínez A
Fidel Alcántara Lévano
Francisco Elíude Pinheiro Galvão
Francisco Ferreira
Francisco Sellén
Ge Fazio
Gilberto Nogueira de Oliveira
Gladis Mabel Domínguez Núñez
Gladys López Pianesi,
Graça Carpes
Graciela Langorte
Graciela (Paloma) Pincol
Graciela Reveco Manzano
Guillermo Bazán Becerra
Guillermo Eduardo Rivera Ramírez
Guillermo Segundo Chávez Chávez
Hamdi  Ismail  Meça
Hamza Hassan Sheikh
Hanna Barco
Hasije Selishta
Haydée Norma Podestá
Héctor Asensio Duque de Heredia
Héctor Efrén Flores
Helenice Maria Reis Rocha
Hernán Castellano
Hernán Dufey
Higorca Gómez
Humberto N. Varela Robalino
Iara Schmegel
Ime Biassoni
Inés Quilez de Monge,
Inés Zeiss Castillo
Ingrid Zetterberg
Isabel Barrantes Zurita
Isabel Furini
Isidoro A. Gómez Montenegro
ItaJaci YOSHIMURA
Iván Carrasco Akiyama
Ivonne Concha Alarcón
Jaime Zamorano Ramírez
Jania Souza
Javier Dicenzo
Jesús Álvarez Pedraza
Jeton Kelmendi
Jimmy Calla Colana
João Drummond
José Alfredo Guzmán
José do Carmo Ligeski
José Hilton Rosa
José Lissidini
José Luis Moreno del Toro
José Marden Nóchez Bonilla
José Santiago
Juan Benavente
Juan Fran Núñez Parreño
Juanita Conejero
Juan Rodríguez Jara
Juan Ruiz de Torres
Juareiz Correya
Jui-ling Nuria Chien
Julio Yovera
Khushwant Daksh
Laura López Gómez
Lazara Nancy Diaz García
Lee Kuei-shien
Lilian Viacava
Li Yu-fang
Loreley Molinelli
Loreley Rebull León
Lucia Helena Pereira
Luciana Pessanha Pires
Luis Arias Manzo
Luisa Zerbo
Luis Matos Hernández
Luiz Fernando Prôa
Luz María López,
Ma. Esther Ruiz Zumel
Magali Aguilar Solorza
Maida Regalado Rodríguez
Mara L. García
Mar Barrientos
Marcela Barrientos
Marga Mangione
Margarita Marta Yácamo
Margarita Rodríguez Palma
Maria Antonieta Gonzaga Teixeira
María Cristina Fervier
María Eugenia Leónvera
María Guadalupe Becerra
María Isabel Galván Rocha
María Luisa Mayorga
María Miraglia
Mariana Enriqueta Pérez Pérez
Marietta Cuesta
Marivio Rodríguez
Mario Darío Fuenzalida Delgado
Mario Osny Rosa
Marly Ramos
Marta Olga Palacio, Argentina
Mary Suárez Escarón
Ma. Socorro
Meri Jane Brito
Mery Larrinua
Milena Ortiz Macaya
Monsif Beroual
M.R. Jangid
Myriam Rosa
Nancy Gladis Loaiza Alatrista
Nassira Nezzar
Natividad Del Carmen Navarrete Cares
Nelly R. Yasno
Nicolás Guillén
Nilda Dolores Benítez
Norbert Gora
Nora Coria
Norma Díaz
Olga Cruz Manterola
Olga Rojas
Olinda Torero
Omira Bellizzio Poyer
Orlando Ordóñez Santos
Osmarosman  Aedo
Patricia Corrales Marozzini
Pedro Arturo Estrada
Raed Anis Al-Jishi
Ramiro Mendoza
Raquel Eugenia Sánchez Sepúlveda
Raquel Rueda Bohórquez
Raúl Ferrer
Raúl Gálvez Cuéllar
Regina Caciquinho
Rehmat Changaizi
René A. Cruz-Mayorga
R.G.Ibarra
Ricardo Arregui Gnatiuk
Ricardo Rubio
Robert Allen Goodrich
Roberto Dávila Machín
Rocío Lupe Sánchez Ruiz
Roger Casalino Castro
Rolando Reyes López
Roula Pollard
Rozelene Furtado de Lima
Rubén Martínez Villena
Rudi Fester
Salvador Martínez Santana
Sami Nasr
Saúl Sánchez Toro
Shamenaz Shaik
Silvana Mello
Sonia Medeiros
Tello González
Trina Lee de Hidalgo
Tzer Min Tsai
Valentina Ríos Sepúlveda
Vanice Zimerman
Varenka de Fátima Araújo
Víctor Hugo López Cancino
Victoria Isabel Quiroz Gómez
Wilfredo Dorador Astudillo
Willfrido Velázquez Gómez
Ximena Gautier Greve
Yabel René Guadarrama Rivera
Yamily Falcon Sarkis
Yaniset Samada Cruz
Yanni Tugores
Yoali I. García Cuevas
Zaida Juárez