sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

EM JANEIRO 2020 ACONTECEU NO COPACABANA PALACE ENTREGA DO PRÊMIO LITERÁRIO MELHOR LIVRO 2019 PARA 16 CATEGORIAS PELA ZL BOOKS - CONFIRAM REGISTROS DO MOMENTO


Na Pérgula do Hotel Copacabana Palace, Bar Belmond, às 20h do dia, 26/01/2020 em requintado jantar de confraternização, a Editora e Livraria ZL Books, representada por sua Editora Chefe, jornalista e escritora Jô Ramos, fez a entrega do Prêmio de Literatura Melhor Livro de 2019, homenagem à poeta e escritora Adélia Prado, aos escritores vencedores das 16 categorias. Eis a nominação:




A Editora B3S, representada por Bruno Obos, produziu o livro "O Jovem Lenhador e o Violão" com texto de Jania Souza, ilustrações de Socorro Evangelista e revisão de João Bezerra de Castro, ganhador do Prêmio de Melhor Livro Educacional de 2019 fortalecendo o reconhecimento do mercado editorial do Rio Grande do Norte a nível nacional e internacional pela amplitude do alcance do trabalho da ZL Books, promotora do "Troféu Literário Adélia Prado" no exterior, principalmente Europa, Estados Unidos e Canadá.

Para a Editora B3S uma vitória em seu primeiro ano de existência consagrando seu trabalho dedicado com carinho ao livro para encantar o leitor.

Nosso agradecimento à ZL Books através de Jô Ramos pela oportunidade ímpar de visibilidade à qualidade do produto livro da Editora B3S.

Aproveitamos para parabenizar todos os laureados com suas significativas obras, que nos foi dado o prazer de conhecimento, ampliando nossos círculos de contato.

Foi uma noite memorável em que pudemos ouvir e conhecer o relato e luta de cada escritor debruçado sobre sua obra. Aplausos!

Fotos do acervo da ZL Books e dos premiados. 


Jô Ramos entrega a Alessandra DS Francisco o Prêmio de Melhor Projeto Gráfico 2019 por "Tekinha, a Gatinha Aventureira Explorando o Mundo"



A promotora do Prêmio Literário Adélia Prado - Melhor Livro de 2019, jornalista e escritora Jô Ramos durante entrega da premiação aos vencedores das categorias.











































quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

O FINADO - POEMA DE ROSSYR BERNY PUBLICADO POR RICARDO CHAVES EM SUA COLUNA ALMANAQUE GAÚCHO NO ZERO HORA


PARNAMIRIM - OBRA DA ESCRITORA, JORNALISTA E PESQUISADORA VALDÍVIA BEAUCHAMP PELA ZL BOOKS TEVE LANÇAMENTO EM PARIS, SÃO PAULO E BREVEMENTE ESTARÁ EM NATAL. COINCIDENTEMENTE, FOI INAUGURADO O MUSEU TRAMPOLIM DA VITÓRIA NA CIDADE DE PARNAMIRIM/RN, BRASIL, NO AEROPORTO DESATIVADO, MAS QUE ABRIGA BASE DA AERONÁUTICA, SEDE DO RELATO DO LIVRO E LOCAL QUE CONTA ATRAVÉS DE FOTOS, AVIÕES, CARROS, FARDAMENTOS E FATOS ESSA HISTÓRIA, QUE ELEVOU NATAL AO CENTRO DA ESPERANÇA NO VELHO CONTINENTE NO PERÍODO DA DANOSA E DRAMÁTICA II GRANDE GUERRA MUNDIAL


ALDEIA KATU DOS ÍNDIOS POTIGUARAS - SOLIDARIEDADE PARA SOBREVIVER



AJUDE A ALDEIA KATU dos Índios Potiguaras Canguaretama/Goianinha Rio Grande do Norte Nossa aldeia está em luta para demarcação e proteção das nossas terras, onde vivemos em comunhão harmônica com a natureza, mas que por séculos e séculos temos sido invadidos e massacrados. Para continuidade de nossa resistência e garantia dos direitos do nosso povo, solicitamos 2 coisas: 1 - Que mais pessoas saibam de nossa luta, portanto, pedimos que repasse esta mensagem; 2 - Recursos financeiros para despesas da legalização, que envolve tb despesas com deslocamento para cartórios, audiências, autenticação de documentos, etc... Enviamos a conta de Luiz, nosso Cacique, e pedimos a contribuição de apenas R$ 10 de cada pessoa. Caixa Econômica Federal Agencia 1101 Operação 001 C. Corrente 3372-3 José Luiz Soares Responsável por esta campanha: Prof. Flávio Ferreira 84 99808010 ... em caso de dúvidas, esclarecimento, etc ! Se muita gente ajudar com apenas 10 reais, ou algum outro valor, nada faltará para que nosso povo atinja este objetivo, até março de 2020. Somos gratos desde já por sua contribuição ! https://www.facebook.com/luizkatu.luiz



Socorro! Clama a ALDEIA Katu em Goianinha/RN - ajude a salvar um dos espaços da natureza potiguar e as nascentes do Rio Catu cuidado pelo nosso povo de raízes ancestrais. Mínimo que se pode contribuir para preservação da nossa memória e, também, de um povo que continua a resistir apesar das circunstâncias contrárias há séculos. Bem como, preservar a belíssima área do Vale do Rio Catu da sua nascente a foz em Barra de Cunhau/Simbauma