quarta-feira, 10 de julho de 2024

AINDA SOBRE O DIA DA LITERATURA POTIGUAR POR ADÉLIA COSTA - PRESIDENTE SPVARN

 Ainda sobre o Dia da Literatura Potiguar! 


Prezados poetamigos e amigos afins, 


A Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN será uma das homenageadas em uma Sessão Solene proposta pelo Mandato da Deputada @divaneidebasilio , em alusão ao "Dia Estadual da Literatura Potiguar" . 


Tal data, 09 de julho, foi instituída pela Lei Estadual nº 10.622, de 5 de novembro de 2019, sob a autoria do ex-deputado estadual @sandropimentelpsol , determinando a comemoração e a realização de atividades para o incentivo e a promoção da Literatura Potiguar, anualmente.  O projeto, por sua vez, foi elaborado pela poeta @michellissimarn . E agora foi abraçada pela deputada Diva.


A solenidade ocorrerá no próximo dia 15 de julho às 14h  na Assembleia Legislativa e a nossa presidenta @adelia.costa.71 será uma das componentes da mesa. 


Todos e todas estão convidados a se fazerem presentes e celebrarem essa tão importante data que contribui como mais um meio de divulgação da nossa literatura. 


A Literatura Potiguar existe e é riquíssima! 


E a SPVA faz parte dela, estando entre os melhores sendo um deles. 


É como sempre dizemos: 


SPVA: O MELHOR DA LITERATURA POTIGUAR! 


VEMMMMMMMMMMMMMMM...

https://www.instagram.com/p/C9PiD5Su104/?igsh=czZsbDkyZzB5c3Ix

sexta-feira, 5 de julho de 2024

RUÍNAS DE SÃO MIGUEL ARCANJO DAS MISSÕES DOS JESUÍTAS - EXTREMOZ-RN, BRASIL





Esse é o sítio arqueológico da Missão dos Jesuítas de São Miguel Arcanjo na localidade de Extremoz no Rio Grande do Norte.

Aqui, os potiguaras se reunião também em comunidade num território que ia até as Alagoas compreendendo todo o litoral. 

Seu último chefe guerreiro foi o indígena Poti. Esse foi alfabetizado nas missões e batizado com o nome português de Antônio Felipe Camarão. Casou-se com a indígena batizada Clara Felipe Camarão, heroína brasileira, ambos lutaram ao lado dos portugueses contra os holandeses.

Os jesuítas realizaram aqui em Extremoz um trabalho de catequese semelhante ao da Missão Jesuitica de São Miguel Arcanjo no Rio Grande do Sul e Paraguai com os indígenas guarani. Porém a destruição e esquecimento da missão em solo potiguar foi devastadora pela Coroa e depois pelo Marques de Pombal. Além da cultura de segregação dos nativos por essas políticas colonialistas que permaneceram enraizadas nas futuras gerações. Hoje, o Brasil tenta valorizar todas as etnias edificadoras de seu povo. Mas ainda tem que se fazer muito. Inclusive o resgate do sítio arqueológico das Ruínas da Missão de São Miguel em Extremoz, que já se encontra em andamento e pode ser visitado pelos potiguares e turistas do Brasil e estrangeiros.

A Arquidiocese de Natal também se encontra empenhada nesse resgate e preservação dessa importante história do município, estado e Brasil.

Convido-o a visitar e conhecer as Ruínas da Missão de São Miguel Arcanjo em Extremoz por trás da Estação Ferroviária e quase a beira da enorme lagoa. Muito belo e emocionante!

 













 

quinta-feira, 4 de julho de 2024

MEU NOME É ANA DA AUTORA ADRIANA MARIANO - LANÇAMENTO


O livro infantil da autora Adriana Mariano foi lançado em grande estilo no Espaço Cultural Clara Camarão ao lado das Ruínas da Missão São Miguel Arcanjo na Lagoa de Extremoz.

Esteve presente a primeira prefeita eleita no município, que foi homenageada na obra pelo seu compromisso, também, com a educação inclusiva e acessibilidade. 

O livro conta a história de Ana uma menina com necessidades especiais, que sente necessidade de locomover-se na escola.

O Projeto Editorial e Gráfico vem assinado pela Editora B3S. 

O evento contou com uma presença numerosa de admiradores, amigos e familiares em um clima agradável e confraternização literária, além de alunos da escritora. 

Registros de amigos, colegas de trabalho e fãs da contadora de histórias, poeta, professora e mediadora de leitura Adriana Mariano. 






Com Raul


Escritora Simone Maria e sua mãe 

Com os escritores Barroca e Dorinha Timóteo 


Com a SPVARN - poetas Rita Cruz, Isinha Loraf, Jania Souza, Marconi Branco, Barroca, Dorinha Timóteo e Jussiara Soares