sábado, 28 de janeiro de 2023

ESCRITORA LÚCIA ENEIDA RECEBEU CONFREIRAS ALAMP EM SUA CASA NA PRAIA DE COTOVELO EM PARNAMIRIM/RN, BRASIL


 Presidente ALAMP,  escritora Flauzineide Moura recebeu no sorteio realizado no encontro a Coletânea Sem Fronteiras pelo Mundo vol. 7 organizada em Portugal, pela jornalista e gestora da entidade cultural Rede Sem Fronteiras Dyandreia Portugal @redesemfronteiras, na ocasião entregue pelas coautoras Simône Linhares - Menção Honrosa no referido concurso literário, que dar nome a obra, e Jania Souza.

Estiveram no evento representantes da Associação Literária e Artística de Mulheres Potiguares - ALAMP com suas alegrias,  brilho e talento. Declamaram, cantaram, dançaram e encantaram em um dia festivo de pleno verão com deliciosas guloseimas e a gentileza da impecável anfitriã - poeta, escritora,  atriz Lúcia Eneida.




 

domingo, 22 de janeiro de 2023

FLOR DE QUEROSENE DA AUTORA CARMEM VASCONCELOS







O sábado iniciou com o sol do sorriso  da bela escritora poeta Carmen Vasconcelos com seu novo livro no gênero contos: "Flor de Querosene" - edição do conceituado selo Trairy para deleite nesse final de semana.


Entre as maravilhas da obra antes da leitura profunda,  informo já ter apreciado sua citação: "A liberdade é uma mulher oferecida" no conto A CIDADE DOS CACTOS PARTIDOS.


Para meu encanto, outra delícia que promete surpresas ao leitor: "Um dia, o homem que poderia ter morrido de heroísmo mudou-se em dama." em CINCO DIAS DE SAGRAÇÃO.


São 19 contos discorridos na voz estética envolvente e primorosa da autora, cujo talento amadurecido na linguística de sua escrita impressiona do início ao fim..


Recomendo.


Aplausos a @carmen_sav

quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

NOVO LIVRO DO ESCRITOR GUTEMBERG COSTA

 


Foto Canindé Soares, modelo atriz Anna Celina

Aguardem novo lançamento da última pesquisa do renomado escritor Gutemberg Costa

Por Jania Souza

O mais recente trabalho de pesquisa do folclorista sociólogo Gutemberg Gberg Costa aborda os bordéis na cidade de Natal, cujo clímax verificou-se durante a Segunda Guerra Mundial e teve declínio antes do final do Século XX. Em breve será lançado. A obra faz um resgate da vida dolorosa dessas mulheres de vida dificílima e sobreviventes desse ofício opressor e torturador. Muitas delas, praticamente a maioria, sofreu violências e abusos sexuais e psíquicos inenarráveis, que deixaram feridas no corpo e na alma, foram abandonadas e vendidas pelos próprios pais, muitas das vezes, e tiveram que sobreviver em um mundo cruel sem qualquer piedade cheio de preconceitos e discriminação, esquecido dos ensinamentos de Jesus Cristo sobre amor, tolerância, compaixão, resgate de almas e a oportunidade do perdão para reconstruir uma nova vida.
Essa pesquisa servirá para a sociedade refletir sobre seus próprios pecados. Inclusive o da omissão, quando permite que crianças, femininas e masculinas sejam estupradas, traumatizadas e até  mortas por sádicos muitas vezes endeusados. A sociedade precisa com urgência rever seus conceitos e práticas de humanidade. Nesse cenário hipócrita em que os cidadãos e cidadãs de viseira negam-se a combater as violências por qualquer desculpa injustificável, o escritor Gutemberg Costa faz mais um resgate pertinente sobre a história social do povo para reflexão desse câncer social invisível no meio da urbe, revelando-se nas esquinas, nos becos, vielas, semáforos, bares e arredores do cotidiano, chamado prostituição, a profissão mais cruel da humanidade ao forçar o ser a sobreviver na sarjeta destituído de quaisquer resquícios de dignidade.

Parabéns ao pesquisador brasileiro Gutemberg Costa por mais uma obra que levará o povo a refletir sobre o seu passado, presente e futuro. Para onde vamos? Aonde desejamos chegar? Há alguma esperança no final do túnel?


Vejam...


SEGUNDA CHAMADA.


O tempo urge. Logo mais, o meu próximo livro sobre os cabarés de Natal, cuja leitura nos fará regressar ao passado boemio da capital, com suas damas, madames e demais personagens desse universo de luzes vermelhas. Nomes e histórias esquecidas das mulheres que administravam os principais bordéis da cidade. Mulheres como Maria Boa, Francisquinha, Madalena, Iolanda, Rita Loura, Zefa Paula, Nena, Virgínia, Brandina, Belinha, Alaíde, Alice, Inez, Cremilda, Lúcia, Lourdes e Maria do Alecrim, entre outras dezenas. Histórias quase esquecidas desde os anos 40, quando a Segunda Guerra modelou os novos rumos do mundo. E com Natal não seria diferente. Afinal, a famigerada batalha também deixou suas personagens nesta ponta do continente, personagens que amavam nossos cabarés. 


A obra, com certeza, dará o que falar e causará um rebuliço danado. Histórias de vidas contadas com o respeito e a ética de um pesquisador que já abordou o carnaval, tipos populares e bares da nossa Natal. Muito em breve, das mesas para as prateleiras dos leitores. 


-- Gutenberg Costa, escritor e pesquisador. Janeiro de 2023. 


Foto de ilustração de Canindé Soares, da atriz Anna Celina.



segunda-feira, 16 de janeiro de 2023

PRÊMIO TABA CULTURAL DE LITERATURA - REGULAMENTO

 PRÊMIO TABA CULTURAL DE LITERATURA

REGULAMENTO

Aberto para poetas e escritores cadastrados, ou não, no projeto BRASIL DE LETRAS.

Concurso de âmbito nacional visando premiar o melhor livro de poemas e o melhor livro em prosa (contos/crônicas ou romance) conforme abaixo.

POEMAS – de 40 a 100 páginas (verso livre e/ou metrificado).

Para cálculo de página tome o formato A/5 (ou metade do A/4), em fonte Times New Roman tamanho 12.

PROSA: Conto/Crônica – de 80 a 120 páginas.

Romance – de 100 a 220 páginas. 

Para cálculo de página tome o formato A/5 (ou metade do A/4), em fonte Times New Roman tamanho 12.

PRÊMIOS: para cada categoria - poesia e prosa.

  • Publicação de 100 exemplares de cada obra, livro físico.
  •  Publicação do e-book de cada obra.
  •  Certificado.
  •  E Certificado para todas as obras finalistas.

INSCRIÇÃO:

Autor(a) não cadastrado(a) no Projeto Brasil de Letras: 40,00

Participante com Cadastro Grátis: 20,00

Participante com Cadastro PrêmioGrátis

O pagamento da inscrição deve ser feito através do

PIX-chave: taba@tabacultural.com.br

Caso não use PIX solicite outra forma de pagamento.
 

PRAZO PARA ENVIO: O Concurso será feito em duas Etapas.

– Primeira Etapa: de 15 de outubro de 2022 a 15 de fevereiro de 2023.

– Segunda Etapa: de 01 de março a 30 de maio de 2023

OBS: Você pode participar das duas etapas, mas com apenas uma obra em cada etapa por categoria: poesia e/ou prosa. As obras que chegarem até 15/02/23 entram na Primeira Etapa, as que chegarem depois, na Segunda Etapa, até o limite de 30/05/23.

COMO ENVIAR: Envie seu livro em anexo, no formato PDF, por apenas um dos e-mails: antologias@tabacultural.com.br ou tabacultural@yahoo.com.br

Com o assunto: Prêmio Taba Cultural de Literatura.

E no corpo da mensagem:

Nome completo:

E-mail:

Endereço completo com CEP:

Celular/WhatsApp:

E resumo da obra com no máximo 250 palavras.

SELEÇÃO E JULGAMENTO

Uma comissão interna da editora terá até 90 dias, após o término das inscrições em cada Etapa, para indicar de 3 a 10 obras como finalistas, nas duas categorias, dependendo das obras apresentadas.

Depois da revelação das finalistas, nas duas Etapas, outra comissão indicada pela editora, terá até 60 dias para revelar a obra vencedora em cada categoria.

As decisões das comissões julgadoras serão irrecorríveis.

Como critérios de julgamento serão levadas em consideração:

·        A originalidade: até 5 pontos.

·        A criatividade: até 7 pontos.

·        A qualidade literária: até 8 pontos

Total: 20 pontos. Maior classificação que uma obra poderá obter.

Serão finalistas, nas duas etapas, as obras que obtiverem o maior número de pontos.

Caso nas duas etapas mais de 10 obras obtiverem nota máxima, caberá ao editor José Maria Rodrigues o voto de Minerva, fazendo o desempate.

Qualquer dúvida consulte pelo e-mail: taba@tabacultural.com.br

 

Saudações literárias!

José Maria Rodrigues

TABA CULTURAL EDITORA 

Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2022

domingo, 15 de janeiro de 2023

LANÇAMENTO DO LIVRO "LIÇÕES DE OTIMISMO E OUTRAS CRÔNICAS DA AUTORIA DE ANDREIA BRAZ"


A escritora Andreia Braz estreou na publicação solo com chave de ouro ao receber o Prêmio de Literatura Crônicas de 2020 da Fundação José Augusto - FJA através da Lei Aldir Blanc com seu livro Lições de otimismo e outras crônicas realizado pelo selo Trairy.

Seu primeiro lançamento ocorreu na Livraria Cooperativa Cultural no Centro de Convivência da UFRN e nesse sábado, 14 de janeiro no Belch Bar em Candelária. Local agradável e bastante concorrido com música excelente ao vivo executada pela cantora Ana Ferreira.

Uma Noite de Autógrafos em uma morna noite de verão no aconchego da boa literatura de Andreia Braz.

O livro com 45 crônicas e memória encontra-se belíssimo! A orelha é assinada pelo escritor Tarcísio Gurgel, prefácio/apresentação da escritora Ana Cláudia Trigueiro. Traz para o leitor uma escrita leve, fluente e agradável característica da autora, que publica em vários meios de comunicação como blogs, sites, coletâneas.

Interessante leitura. Recomendo. 



Recebendo autógrafo da talentosa Andreia Braz 






A autora dedicando sua obra aos fãs, amigos e admiradores 




Ana Ferreira e sua voz encantadora embalando os frequentadores e convidados prestigiando Andreia Braz

 

NO NIVER DA IRMÃ JACI - DESIGNER DE AMBIENTE EM SALVADOR @artluacheia