domingo, 20 de setembro de 2009

SARAU ESTAÇÃO DA LIRA EDIÇÃO DE SETEMBRO 09 CONVIDA





Na próxima quinta-feira, 24/09, a partir das 19h, com entrada franca à comunidade e aos amantes da poesia contemporânea potiguar, a SPVA/RN realizará o seu já tradicional sarau Estação da Lira com apoio da Biblioteca Municipal Esmeraldo Siqueira, FUNCARTE, na gestão do Presidente César Revôredo, artista plástico potiguar de grande penetração nos meios culturais do país.
O evento será recheado com apresentações poéticas e musicais coordenadas pelos artistas SPVA/RN.




Será homenageada pelo seu relevante trabalho pela cultura potiguar e pelo incentivo dado à cultura da cidade de Parnamirim, a Sra. Vandilma Maria de Oliveira, Presidenta da Fundação de Cultura de Parnamirim, consagrada recentemente pela realização da I FEIRA DE CULTURA DE PARNAMIRIM em agosto passado, quando foram lançados 04 livros patrocinados pela entidade; premiação de concursos literários e de artes plásticas nas escolas públicas da localidade; oficinas musicais, literárias, teatrais e de artes visuais; com apresentações musicais variados estilos, do popular ao clássico; com declamações, encenações, cordelistas e toda uma produção cultural presente à Praça da Paz com infra-estrutura de 03 palcos, estandes para os diferentes grupos artísticos. As escolas marcaram presença e o público em geral, durante 05 dias de festividade cultural. A essa mulher aguerrida comprometida com a cultura e com o povo da sua terra, a SPVA/RN parabeniza pelo feito.

No módulo de incentivo à leitura, será lançada a obra CONVERSA PROIBIDA dos poetas cariocas Sérgio Gerônimo e Flávio Dórea, que farão uma apresentação com duração de 15minutos, na oportunidade comercializarão o livro.



Sérgio Gerônimo é atual Presidente da APPERJ - ASSOCIAÇÃO PROFISSIONAL DOS POETAS E ESCRITORES DO RJ e Editor Chefe da Editora Oficina Editores de grande atuação no mercado literário do RJ e nacional. Ambos encontravam-se de 10 a 20 de setembro coordenando o estande das referidas entidades na BIENAL DO RJ. Desejam encontrar os poetas potiguares e deixam convite para encontro nessa última quinta feira de setembro.




Release da performance
Conversa proibida – dois homens, Sérgio Gerônimo & Flávio Dórea (Zulu), poetas, encenam um único personagem. Os textos dialogam e sugerem um compartilhamento da criação solitária do poeta. A sensualidade de cada um salta em nossa direção, colocando-os despojados de qualquer cínica censura e assim vão anunciando nosso inconsciente coletivo, fazendo-nos ser responsáveis pelos nossos atos e pensamentos, sejam eles quaisquer que forem.
sonoplastia: Digital Sonora - Carlitos
figurino / expressão corporal: Zulu
seleção de textos: Flávio Dórea & Sérgio Gerônimo
cenário / iluminação: Sérgio Gerônimo
Apoio: Oficina Editores; APPERJ; Novos Uivos
duração: 20 minutos

Release do livro
Conversa proibida – Um é o outro. Um é o outro? E a dúvida fica no ar. Um estranhamento permanece. Onde termina um e onde tem início o outro? Companheiros na vida e na arte! Dois seres independentes, unidos pela palavra? O livro de Sérgio Gerônimo & Flávio Dórea nos leva a estes confusos sentimentos, a este labirinto de ideias, mas também nos faz sorrir em vários momentos. Aquele sorriso maroto, como quem diz: ─ que achado! E nos traz à mente a figura de um animal mitológico: muitas cabeças, pernas e braços... Porém um único ser. iconoclastas e irreverentes ─ o sagrado e o profano, sempre! ─ os dois poetas levam às últimas consequências os seus atos e a sua Poesia. O livro foi estruturado de maneira a fugir do lugar-comum. Um narrador imaginário, os versos em itálico, e sempre na terceira pessoa, nos conduz pelos labirintos da emoção/razão, e “conversa” com versos escritos, em não itálico, sempre na segunda pessoa, e fotos dos autores em cena. A sensação é de que, realmente, estão dialogando com o leitor. Verdadeiro artesanato poético, a impressão que nos fica é a de que estes dois tiveram um enorme trabalho para elaborar e nos oferecer algo tão primoroso. Doação de vida e de versos, foi o que eu senti, lendo Conversa proibida. Que possamos “renascer a cada leitura”. (Laura Esteves)

Prefácio pelo poeta Tanussi Cardoso; posfácio pela poeta Tatiana Alves; apresentação pelo poeta Tavinho Paes; blurb pelo poeta Antonio Cícero; orelhas pela poeta Laura Esteves.


Especificações do livro
Formato 18x18cm
128 páginas, miolo couchê matte 100g/m², 1/1
Acabamento termolaminação fosca com orelhas, cartão triplex 300g/m², 1/0


Flávio Dórea & Sérgio Gerônimo
relendo drummond
(no sexteto)

fernando amava cláudio
que amava raimundo
que amava mário
que amava joaquim
que amava pedro
que não amava ninguém

fernando foi para nova iorque
cláudio resolveu ser monge no nepal
raimundo comprou um sítio
mário ficou sem parceiro
pois joaquim suicidou-se
e pedro? casou-se com antônia dos anzóis pereira
promissora atriz de tevê
que não tinha entrado na estória
e acabou morrendo de a-ga-i-vê



sexo dos anjos

se quiseres transar comigo
tens que ser profano
não escolho sexo
apenas que use teu corpo
frente e verso

o sexo dos anjos

os movimentos nossos
dança celestial
banhada em hóstia e vinho

o toque
só com os olhos
o ato, seu cheiro

já ouço até as trombetas
beatificando nosso ritual

e ao final absinto, rimbaud e abismo


in, CONVERSA PROIBIDA
(dedicado aos nossos filhos, que participam de todas e quaisquer conversas, até as proibidas)




ARTISTAS SPVA/RN E CONVIDADOS PRESENTES NA CIRANDA POÉTICA 12/09 NO AUDITÓRIO DA FUNCARTE

2 comentários:

~PakKaramu~ disse...

Visiting you

Mulher na Janela disse...

Parabens pelo excelente trabalho de vcs!

Beijos...